Você está em: Clikaki »   Atualidades » A epidemia de fome na África

A epidemia de fome na África

A epidemia de fome na África Uma boa parte do continente africano vem sendo assolado por muitas calamidades. Diversos países sofrem com caos políticos, severas temporadas de seca e guerras civis. O que parece ruim se torna ainda pior quando acrescentamos o ingrediente: “fome”. Países como o Quênia, a Somália, a Etíópia e várias outras […]

Fome na África

A epidemia de fome na África

Uma boa parte do continente africano vem sendo assolado por muitas calamidades. Diversos países sofrem com caos políticos, severas temporadas de seca e guerras civis. O que parece ruim se torna ainda pior quando acrescentamos o ingrediente: “fome”.

Países como o Quênia, a Somália, a Etíópia e várias outras subregiões tem visto sua população sofrendo cronicamente e morrendo pela falta de comida. Esses países fasem parte do nordeste africano, conhecido como Chifre da África, local onde a crise é mais severa.

Crise de fome na somáliaSabendo que a epidemia de fome na África foi considerada “O mal do século”, esse quadro se agrava ainda mais na já citada Somália. Usaremos Somália como exemplo, mas se aplica aos outros países que fazem parte da região.

Sabe-se que na Somália, 29 mil crianças morreram nos últimos três meses pela falta de alimento, e o pior é que 640 mil estão subnutridas, podendo morrer se não tiverem cuidados especiais, já que a taxa de desnutrição entre crianças é de 58%.

A ONU, mantem campos para refugiar os exilados. Este campo criado em 1991 é hoje o maior do mundo, em média são 610 mil pessoas, e o número cresce a cada dia. Essa situação se deve, em partes, à seca dos últimos 60 anos o que prejudicou muito a produção de alimentos.

Porém, as condições climáticas não são exclusivamente responsáveis por esses danos na Somália, sabendo que as organizações politicas, e a utilização de técnicas para irrigação poderiam ter evitado essa tragédia. Sem mencionar que as guerras civis atrapalham em muito a agricultura e a distribuição de alimentos para a população.

Somália Guerra CivilUm problema maior ainda é que na Somália não existe governo desde 1991. Um governo provisório foi instaurado em 2004, mas não foi reconhecido pela própria população, e pra piorar o país é considerado um dos mais pobres e violentos do mundo. E eles ainda não param de fazer filhos, se tornando uma das populações que mais cresce no mundo.

Como o Brasil se posiciona

O governo brasileiro enviou cerca de 70 mil toneladas de alimentos para várias regiões de toda África, passando a estar entre os dez doadores de fundos para africanos vitimas da fome.

ONU

A ONU arrecadou apenas 1,3 bilhões de dólares, que tem por objetivo atingir 2,4 bilhões para conter a crise na área africana.

Entretanto a tendência é que todos esses problemas persistam ao longo de 2012 crescendo as estimativas de crianças subnutridas até o ano de 2020.

Enfim a fome é um grande problema na região Africana, países como Somália, Libéria, Malavi, Sudão, Angola, Moçambique e outras sofrem demais com esse mal, a falta de comida é infelizmente um fato real que afeta o continente. Será que falta alimento pra todo mundo? Será que as autoridades não conseguem mesmo dar um jeito nessa situação?

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes

Compartilhe este artigo:

publicidade

Deixe o seu comentário

Siga-nos

Participe

Cadastre-se

Cadastre seu email para receber as últimas novidades

Ofertas