A pirataria na Somalia

Gostou? Seja +1!

Categoria: História
Postado em:
Home » História » A pirataria na Somalia





Muitos imaginam a pirataria como algo do passado, onde os piratas tinham suas grandes embarcações, tripulantes e o capitão com uma perna de pau, patrulhavam águas onde haviam rotas mercantes e quando achavam um navio interessante lançava-se salvas de canhões e abordavam o barco para uma escaramuça no convés.

Piratas Somalis

Piratas Somalis

Os tempos mudaram e hoje em dia se as autoridades souberem de algum navio grande roubando cargueiros, ele seria caçado e afundado em questão de dias, isso forçou a extinção da pirataria mas em alguns lugares do mundo ainda é possível ver estas ações cujas quais causam grandes incômodos a cargueiros que tenha que fazer uma rota da Europa para a Ásia através do "chifre da África" ou perto da costa da Somália.

A Somália é um pais africano muito pobre e já há muito tempo a instabilidade no governo Somali propiciou o crescimento desta prática adotada por pescadores extremamente pobres que já não haviam outra alternativa de sustento, visto que as águas Somali estão sendo invadidas por pesqueiros ilegais de outros países.

Atuação da pirataria na Somália

Atuação da pirataria na Somália

Os piratas Somalis costumam agir em pequenos grupos e usam barcos e lanchas pequenas para abordar cargueiros, armados com fuzis eles se aproximam dos cargueiros entram e rendem a tripulação, os cargueiros são levados então para a costa da Somália e lá contatam a empresa ou a seguradora do navio para que paguem o resgate da embarcação. O tratamento por parte dos piratas aos reféns geralmente tende a ser amistoso.

Os cargueiros e suas tripulações contam como defesas apenas um protocolo e canhões de água para afastar os agressores, algumas empresas em determinadas ocasiões contratam guardas armados a bordo  ou mesmo um navio de escolta. Muitos países vem tomando medidas contra a pirataria na costa da Somália, os Estados Unidos, por exemplo, conta com uma força conjunta composta por navios de guerra e helicópteros, e vários outros países também patrulham águas internacionais próximas a costa Somali.

O Governo Federal de Transição fez alguns esforços para combater a pirataria permitindo ocasionalmente que navios estrangeiros entrem em território Somali. No entanto, na maioria das vezes os navios estrangeiros que perseguiam piratas eram obrigados a interromper a perseguição sempre que os piratas entravam em águas territoriais Somalis.

A pirataria é combatida por inúmeras forças internacionais

A pirataria é combatida por inúmeras forças internacionais

Ainda hoje a pirataria é um problema para diversas empresas que tem de cruzar com a costa Somali e a única maneira de extinguir essa prática na Somália é restabelecendo o governo e unificando as regiões fragmentadas e dominadas por "chefes de guerra" que declaram estas regiões autônomas, porém isto ainda está longe de acontecer.

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes