Você está em: Clikaki »   Educação » As indústrias do Nordeste

Data de publicadaPublicado em Autor Por: Matheus

As indústrias do Nordeste

...A maior concentração de indústrias do Nordeste está no centro industrial de Aratu, junto a Salvador. Lá existe uma importante indústria de base: a Usina Siderúrgica da Bahia... A segunda maior concentração industrial do Nordeste fica em Pernambuco. Suas indústrias estão localizadas, sobretudo em Recife e nos distritos industriais próximos: Paulista, Cabo e Jaboatão... Veja mais sobre as indústrias no Nordeste.

As indústrias do Nordeste

As indústrias do Nordeste

A maior concentração de indústrias do Nordeste está no centro industrial de Aratu, junto a Salvador. Lá existe uma importante indústria de base: a Usina Siderúrgica da Bahia.

Também próximo a Salvador, em Camaçari, funciona um pólo petroquímico, isto é, um conjunto de industrias químicas que utilizam o petróleo como matéria-prima para a produção de plásticos, fibras etc.

A segunda maior concentração industrial do Nordeste fica em Pernambuco. Suas indústrias estão localizadas, sobretudo em Recife e nos distritos industriais próximos: Paulista, Cabo e Jaboatão. Também junto a Fortaleza está localizado um importante distrito industrial. Campina Grande, na Paraíba, São Luís, Natal, Maceió e João Pessoa também têm distritos industriais, apesar de menores que os anteriores. Próximo a Aracaju, está instalado um pólo cloroquímico, ou seja, um conjunto de indústria químicas que utilizam o cloro como matéria-prima.

Além dessas áreas industriais, existem fábricas em outras cidades do Nordeste, sobretudo estabelecimentos ligados ao aproveitamento da matéria prima local.
Nos últimos tempos, particularmente na década de 70, o Nordeste apresentou um considerável crescimento industrial. Isso estimulou o desenvolvimento de outras atividades, principalmente o comércio. Em conseqüência, as grandes cidades cresceram mais ainda e o movimento dos portos se intensificou.

Com a industrialização, parecia que o nordeste iria finalmente resolver os seus problemas. No entanto, isso não ocorreu, até mesmo porque, aos poucos, o crescimento industrial foi diminuindo.

Isso aconteceu porque um fator indispensável foi ignorado: o mercado consumidor, isto é, um numero grande de pessoas com dinheiro para comprar os produtos industriais. Ora, a maioria da população rural da região continuou pobre. O mesmo se deu com a população que vive na periferia das grandes cidades, pois a maior parte dela vem do campo. Dessa maneira, o mercado de absorver a produção industrial.

Por essa razão, as maiores indústrias do Nordeste têm de vender seus produtos para o Sudeste, onde estão grande mercado consumidor do país. Na verdade, trata-se de empresas do Sudeste que instalaram fábricas na região nordestina, para onde foram atraídas apenas pelas vantagens concedidas pelo governo e pela existência de mão-de-obra mais barata.

Assim, a indústria do Nordeste, como de resto a economia regional, apresenta uma situação de dependência em relação ao Sudeste. Ao mesmo tempo, os graves problemas nordestinos permanecem à espera de soluções.

Avalie e compartilhe este artigo:

As indústrias do Nordeste
0 votos, média de votos: 0.00 (pontuação: 0%)
publicidade

Comentários

Carlos Roberto Batista De Menezes comentou:

Amem pelas industrias, mas o povão do Interior povo sofrido e sem aguãs e moradias estão lá até os dias atuais, ficam carregando Aguãs e caminhão de pipas isso nunca vai resolver, porque não construir vias com bombeamentos, ate os municipios e grandes caixas de destribuição e ai por gravidade ate´as torneiras, e so promessas desses Politicos e anos apos anos desse jeito, precisa das idustrias, precisamos mas o basico para o povo do inerior São AGUÃ, ENERGIA SANEAMENTO BASICO, e não como vimos o rejeitos, em ARACAJU, Alagoas sendo lançados no mar e rios com pude presenciar, que nojo e por ai vai sem falar outras cidades do Nordeste que visitei esté é o Cartão de visita que vi por estas Cidades por onde Passamos em 2008 lugares maravilhosos, porem mal cheirosos, já corrigiram isto? tempo tiveram, os Satelites emite fotografias com frequencia, do mundo o tempo,tôdo, chegara dias que veremos o que fazem ao vivo a cada CIDADE do Planeta, estaremos de OLHO, e cobrando…….

Responder
Carlos Roberto Batista De Menezes comentou:

A mão e obra ai o nordeste é outro fator de deixar-nos intrigado nas regiões da BAHIA os apanhadores de Cacau, são muito mal remunerados alem o mais as botas de borrachas, são descontadas suas foices de podas também incluidas, nas regiões de ITABUNA, conversei com alguns, por lá na Epoca, perguntaram-me si poderiam vir para o Tocantins para ganharem melhores salarios, pois lá era muito dificil de sobreviveram sera que melhoraram os salarios deles, não sabemos, já sim vão varios Anos…. uma hora desta voltaremos por lá para ver o que foi feito….

Responder
FRANCISCO DOUGLAS R NASCIMENTO comentou:

Um Brasil com “s” o outro com “z”.
Este incrivel nordeste de lindas prais e lugares encantadores ,e de um povo que trabalha como escravo nas caatingas e pequenos lugarejos,e que se tornam imensos pelo calor do sol em uma jornada de morte.
Como olhar o gado e suas plantações a definhar por falta de um bem básico que é á agua.Como explicar um Brasil que se expandi no mar a procura de petróleo escavado a milhares de metros de profundidades,com tecnologia inovadora e sofisticada,encontrando o valoroso ouro negro que lhe permitira bons negócios no merdado internacional.E como explicar a falta desta mesma tecnológia para solucionar um simples problema de vital importância a se arrastar a centenas de anos.
Como explicar esta falta de humanidade,de respeito e de amor por este outro Brazil,que ainda espera da pátria amada uma verdadeira “mãe gentil”

Responder

Deixe o seu comentário

Quais são as causas da dor de garganta

O que é um quilombo resumo

Conheça os benefícios do suco de limão a saúde

Como acabar com a azia durante a gravidez

Todos os fatalities Mortal Kombat 9 para Xbox 360 e PlayStation 3

Anuncie no site | Google + | Direitos Autoriais | Políticas de privacidade |