Você está em: Clikaki »   Atualidades » Como a Tunísia se libertou da ditadura

Como a Tunísia se libertou da ditadura

Descubra o que aconteceu para a Tunísia se libertar de um regime ditatorial que durou 35 anos.

QUAL A IMAGEM que nós ocidentais temos dos povos árabes? Até outro dia era de um mundo aparentemente adormecido, arcaico, que de repente acordaram querendo liberdade.

Esses países que estão espalhados pelo norte da África e do Oriente Médio ficam a mais de 10 mil quilômetros do Brasil, numa viagem que dura mais de 12 horas. Mas, como foi que tudo começou? Como foi que começou a revolução no Mundo Árabe? Qual foi o estopim dos conflitos que se alastraram a poucos dias, atravessando fronteiras e derrubando regimes instalados a décadas no poder?

Tunísia ditadura

Como a Tunísia se libertou da ditadura

Bouazizi O nome dele é Mohamed Bouazizi, desempregado ele tinha uma banca de frutas e verduras, mas era diariamente extorquido pela polícia no interior da Tunísia. Depois de ver o seu carrinho confiscado quando se recusou a pagar mais propinas, entrou em desespero. Mohamede atirou fogo ao próprio corpo no dia 17 de dezembro de 2010.

Era uma sexta-feira, dia sagrado para os muçulmanos. Bouazizi foi para num hospital e morreu duas semanas depois, não pôde testemunhar o que parecia quase impossível: um verdadeiro levante no Mundo Árabe.

Bouazizi era apenas um entre os quase 3 milhões de desempregados da Tunísia, ou seja, dos 11 milhões de habitantes, 25% não tem trabalho. Esse pesadelo atinge principalmente os jovens, num país onde 40% da população têm menos de 25 anos e 75% dos desempregados menos de 30 anos.

A morte de Bouazizi no dia 04 de janeiro 2011 desencadeou uma onda de protestos que rapidamente se espalhou pelo norte da África e Oriente Médio.

Ben AliEm todos esses países a aspiração é a mesma, de acordo com o sociólogo Demétrio: “Eles querem a mesma coisa que nós brasileiros: mais direitos, democracia, liberdade e um governo responsável perante o povo”. Além das liberdades individuais, os povos desses países querem denunciar os regimes corruptos.

Três semanas após os ínicio dos protestos, o ditador Ben Ali, acusado de corrupção e de envolvimento com o tráfico de drogas, renunciou e fugiu para o exterior. Ben Ali ficou no poder por 23 anos. Após a fuga de Ben Ali, um governo interino assumiu o poder com o compromisso de iniciar o processo de abertura democrática. Uma comissão das Nações Unidas apurou que 219 pessoas morreram durante os protestos pela queda da ditadura na Tunísia.

Em junho, a justiça da Tunísia, condenou Ben Ali a 35 anos de prisão por responsabilidade na morte dos manifestantes. Um mês depois, ele foi condenado a mais 15 anos por corrupção. Nos dois casos, Ben Ali foi condenado à revelia, uma vez que permanecia na Arábia Saudita.

Assim se deu o fim da ditadura no país. Os tunisianos estão elegendo, democraticamente, os seus representantes na sua nova Assembleia Constituinte.

Fonte: Especial TV Cultura: Primavera Árabe

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes

Compartilhe este artigo:

publicidade

Deixe o seu comentário

Siga-nos

Participe

Cadastre-se

Cadastre seu email para receber as últimas novidades

Ofertas