Você está em: Clikaki »   Variedades » Dicas » Dicas para fazer um cartão de visita

Dicas para fazer um cartão de visita

Marketing

O cartão de visita deve ter uma forma de comunicação fácil e eficiente, destacando o nome da empresa, a sua identidade visual, e o tipo de prestação de serviço.

Cartão de visita; como o próprio nome já diz, é um dos elementos principais no primeiro contato com o seu provável novo cliente. Se sua empresa ou o seu trabalho ainda não foi apresentado a ele antes, quando a pessoa encontra o seu cartão de visita, ele deve sentir a credibilidade de tal para que vá até a sua empresa conhecer os seus produtos e serviços.

Comunicação fácil e eficiente, destacando o nome da empresa, a sua identidade visual

Comunicação fácil e eficiente, destacando o nome da empresa, a sua identidade visual

Assim sendo, o cartão de visita deve ter uma forma de comunicação fácil e eficiente, destacando o nome da empresa, a sua identidade visual, e o tipo de prestação de serviço, lógico.

Falando assim parece até fácil fazer um cartão de visita, não é mesmo? Mas muitas pessoas erram em muitos fatores que acabam, ao invés de convidar a pessoa a ir à sua empresa, afastarem ela de tal. Por isso, daremos dicas aqui de como deixar o seu cartão visualmente melhor.

Dicas para fazer um cartão de visita

  1. O tamanho padrão de um cartão de visita é de 9×5 centímetros. O espaço parece pouco demais para colocar tanta informação e a ideia de preencher cada parte dele parece boa, mas não é. É importante deixar bordas livres, para que o cliente veja e tenha uma sensação de leveza.
  2. Também é importante não usar muitas fontes. Se a logomarca da sua empresa já tiver alguma fonte específica, procure usar ela em mais alguns pontos específicos do cartão. A quantidade excessiva de letras e fontes também tornará o seu cartão excessivamente cansativo. Coloque apenas o que é importante, escolha apenas uma ou duas fontes para não errar. Falando em fontes, não exagere e nem diminua demais o tamanho delas.
  3. O que se vê hoje em dia é uma grande quantidade de cartões escuros. Mas o que poucos percebem e que muitos erram é que esse tipo de cartão geralmente mancha. Essas manchas aparecem depois da impressão, quando estão todos empilhados e completamente secos, ao passo que fundo escuro também pode invadir outras partes do texto mais claras. Por isso, na hora de escolher o tipo de impressão procure algum tipo de laminação. Eis a importância de engrossar fontes geralmente finas.
  4. O preço para imprimir em frente e verso costuma ter pouca diferença entre a impressão de um lado só. Assim, a frente do cartão pode contar a marca e o verso as informações, ao invés de abarrotar tudo apenas de um lado.
  5. Para não errar, escolha o papel couché fosco, ele é o melhor na hora de imprimir o seu cartão de visita. Esse papel deixa as cores vivas e não borram as fontes. Diferentes de folhas de papel sulfite, papel supremo ou vergé. E para finalizar com chave de ouro, mande laminar o cartão, com a laminação fosca que dá um acabamento que se parece como um veludo sobre o cartão.

Essas são dicas básicas e iniciantes para quem deseja fazer um bom cartão de visitas. Mas, não existe regra que não possa ser quebrada, tudo depende da marca, da proposta e do conteúdo do cartão.

O que importa é a qualidade e a credibilidade que você quer passar para o seu cliente nesse primeiro contato. Lembre-se que a primeira impressão é sempre a que fica.

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes

Compartilhe este artigo:

publicidade

Deixe o seu comentário

Siga-nos

Participe

Cadastre-se

Cadastre seu email para receber as últimas novidades

Ofertas