Europa Sec. XIX

Gostou? Seja +1!

Categoria: Educação
Postado em:
Home » Educação » Europa Sec. XIX





Durante o século XIX, a sociedade europeia conheceu um forte processo de organização política o que deu maior consistência às lutas sociais.

A luta pela independência no Brasil (1822) não foi um movimento isolado. Outros países do continente americano e também da Europa estavam sendo sacudidos, no mesmo período, por agitações políticas e sociais.

Lutas entre classes

O que foi

Confronto entre os opressores (Burguesia) e os oprimidos (Proletariado). Expressada nos terrenos econômicos,  ideológicos e políticos. Em geral foram lutas entre os partidários do Antigo Regime e os adeptos da nova sociedade capitalista burguesa.

Origem

Começou quando a sociedade passou a ser dividida entre proprietários (burguesia) e trabalhadores (proletariado), ou seja, possuidores dos meios de produção (capital produzido) e possuidores unicamente de sua força de trabalho (trabalhadores). Onde na sociedade capitalista, a burguesia se apodera da mercadoria produzida pelo proletariado.

A luta de classes origina-se, no entanto, no momento em que a sociedade passa a ser composta de diferentes castas, ou seja, por diferentes raças e camadas sociais.

Sabendo que as Revoluções Liberais que ocorreram no continente tiveram repercussão também no Japão e na América, e em particular nos Estados Unidos.
1830

Por volta de 1830, uma onda revolucionária abalou a Europa:

França: Carlos X, sucessor de Luís XVIII, foi obrigado a abdicar o poder, ou seja, houve a eliminação definitiva do Antigo Regime na França;

Bélgica: Dominada pela Holanda, rebelou-se, proclamando sua independência.

Itália: As associações revolucionárias impuseram uma Constituição.

Alemanha: eclodiram movimentos liberais constitucionalistas.

Polônia: Tentou obter sua independência.
1848

Novas revoluções ocorreram. Em seu conjunto, foram denominadas Primavera dos Povos, pois contaram com grande participação das camadas populares, em parte influenciadas pelas ideias socialistas. No entanto a ideologia predominante e que comandou os movimentos do período foi o liberalismo.

Apesar de ter sido uma grande "onda revolucionária", o liberalismo produziu transformações significativas na França, com a proclamação da 2ª República e a formação de um governo de coalizão com a participação de socialistas.

Então de modo geral, as revoluções de 1848 se devem a três fatores:

_ O liberalismo, contrário às limitações impostas pela monarquia absoluta;

_ o nacionalismo, que procurou unir politicamente os povos de mesma origem e cultura;

O socialismo, força nova, surgida nos movimentos de 1830, que pregava a igualdade social e econômica mediante reformas radicais.

Outros fatores podem ser entre 1846 e 1848:

A Europa teve péssimas colheitas. A situação da pobreza piorou. A indústria entrou em crise e chegou à superprodução. O empobrecimento dos camponeses provocou a queda no consumo de tecidos. As fábricas pararam e dispensaram operários. Salários foram reduzidos enquanto os preços dos alimentos dispararam. Os Estados precisaram empregar recursos na compra de trigo; as atividades das grandes indústrias e a construção de estradas de ferro ficaram paralisadas. Estagnação geral.

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes