Você está em: Clikaki »   Educação » O Absolutismo Resumo

Data de publicadaPublicado em e atualizado em 2 de abril de 2013 às 09:31
Autor Por: Matheus

O Absolutismo Resumo

O absolutismo pode ser definido como o poder ilimitado dos reis. Esse tipo de governo fez parte de um período de transição entre o feudalismo e o capitalismo industrial. Veja um resumo e muito mais sobre o absolutismo.

O Absolutismo Resumo

O Absolutismo

O Absolutismo Monárquico

O absolutismo pode ser definido como o poder ilimitado dos reis. Esse tipo de governo fez parte de um período de transição entre o feudalismo e o capitalismo industrial. De forma clara Absolutismo significa em geral a grande concentração do poder politico nas mãos dos reis, numa época de expansão das atividades comerciais e de enriquecimento da burguesia. Por isso, o Estado absolutista deve ser entendido como parte das mudanças que marcaram a Europa na transição do feudalismo para o capitalismo.

Teóricos do Absolutismo

O Absolutismo tinha que ser justificado pela razão e pela fé para que as pessoas aceitassem um tipo de estado tão autoritário. A base teórica de apoio ao poder absoluto dos reis foi desenvolvida por importantes escritores, entre os quais:

Thomas Hobbes (1588-1679)

Filósofo inglês, Hobbes defendia a ideia de que a natureza humana era, desde sempre, má e egoísta. Para ele só um estado forte era capaz de limitar a liberdade individual, impedindo a “guerra de todos contra todos”, como afirmou em sua obra, o Leviatã. Desse modo, demostrava ser necessário um Estado centralizado e poderoso, dirigido pelo rei.

Jacques Bossuet (1627-1704)

Bispo e teólogo francês, Bossuet foi um dos mais importantes intelectuais da corte de Luís XIV, o mais absolutista dos reis da França. Em seu livro: Politica tirada da sagrada Escritura, desenvolveu a Doutrina do direito divino dos reis, segundo a qual o poder do soberano expressa a vontade de Deus. Sendo sagrado o poder monárquico, qualquer rebelião contra ele é criminosa. Para Bossuet, a autoridade do rei é de origem divina e, portanto incontestável, absoluta, ilimitada.

O Absolutismo inglês

Na Inglaterra, a dinastia Tudor inaugurou o absolutismo. Com os reis dessa família, a Inglaterra transformou-se numa grande potencial comercial e marítima.

A formação do Absolutismo inglês

Na Inglaterra, durante o século XIII, os nobres obrigaram o rei a assinar um documento chamado: Magna Carta, que limitava os poderes da coroa. No mesmo século instituiu-se o Parlamento formado por membros do clero, da nobreza e da burguesia, que se tornou um poderoso obstáculo ao poder do rei.

O fortalecimento do poder monárquico só ocorreu após a Guerra das Duas Rosas (1455-1485), um intenso conflito entre famílias nobres rivais pela posse da coroa. A guerra devastou o reino, enfraqueceu a nobreza e despertou nos habitantes o anseio por um governo forte, que acabasse coma s agitações e a insegurança, Quando o combate terminou , subiu ao trono Henrique VIII, fundador da dinastia Tudor e do Absolutismo inglês.

O Governo da Rainha Elizabeth I

Com Elizabeth I, o absolutismo inglês chegou ao auge. Seguindo os passos do pai (Henrique VIII), ela fez tudo para fortalecer a autoridade real. Controlou a disputa politica e religiosa entre católicos e protestantes, estabeleceu boas relações com o parlamento e conseguiu fazer da Inglaterra Anglicana uma igreja nacional, o que reforçou a unidade do país.

Cronologia da Politica Inglesa (1199-1603):

João sem Terra (1199-1216);
Guerra dos Cem anos (1337-1453);
Henrique VII (1485-1509);
Henrique VIII (1509-1547);
Elizabeth I (1558-1603);

A morte de Elizabeth I encerrou a dinastia Tudor. Sem herdeiros diretos, o trono foi assumido por seu primo, um membro da família Stuart.

Avalie e compartilhe este artigo:

O Absolutismo Resumo
1 voto, média de votos: 5.00 (pontuação: 96%)
publicidade

Comentários

diuleide comentou:

pow muito legal nem sabia isso, vai me ajudar muito pra prova (=

Responder
Luisa comentou:

Isso me ajudou bastante, embora isso já estivesse escrito no meu livro “História e vida integrada”, foi muito boa essa resenha…explica tudo muito bem, sem enrolação e com apenas os detalhes necessários… ADOREI!!!!!

Responder
Angélica De Souza Ribeiro comentou:

Bom dia! Sou Pedagoga e atualmente reingressei na faculdade de serviço social, pois à disciplina do curso vem ser sobre história. E este, material foi maravilhoso me deu bastante suporte para relembrar, para trabalho. Obrigada e deixo aqui meus cumprimentos. Angélica

Responder

Deixe o seu comentário

Feitos impressionantes das impressoras 3D

Mascotes do Rio 2016 são batizados de Vinicius e Tom

Pisca Pisca de Natal criativos

Por que a gripe é tão contagiosa?

Como acabar com os gases intestinais

Anuncie no site | Google + | Direitos Autoriais | Políticas de privacidade |