Você está em: Clikaki »   Saúde » Doenças » O que é a síndrome do pavio curto e como identificá-la

O que é a síndrome do pavio curto e como identificá-la

Transtorno

Como o nome já diz, pessoas que sofrem desse transtorno possuem o pavio corto, e qualquer probleminha pode se tornar o estopim para uma briga feia.

As crises da síndrome do pavio curto são causadas por motivos bobos

As crises da síndrome do pavio curto são causadas por motivos bobos

Popularmente conhecido como síndrome do pavio curto, o transtorno explosivo intermitente, é um problema que demonstra seus primeiros sinais no final da adolescência e início da vida adulta. Se você tem crises de fúria por motivos banais ou conhece alguém que tenha, as chances de você ou a pessoa sofrer da síndrome do pavio curto são grandes.

Pessoas que sofrem com esse transtorno, acabam tendo problemas na vida social, financeira, profissional e jurídica. Nunca se sabe quando uma crise pode acontecer, e as pessoas que estão a sua volta provavelmente não vão estar preparadas e também não entenderão o porquê de tanta raiva, gerando um certo desconforto. Na maioria das vezes a pessoa que teve o ataque percebe que feriu alguém e acaba se arrependendo depois.

Como ela surge?

Primeiramente há uma causa neurobiológica, que acontece por uma desregulação dos neurotransmissores. Além disso, caso alguém da família sofra com esse problema, existe uma maior propensão de seus descendentes desenvolverem também. Problemas do dia a dia influenciam e muito no surgimento desse transtorno.

Crises no trabalho podem acabar em demissão

Crises no trabalho podem acabar em demissão

Como identificar?

Como já dito os primeiros sinais surgem no fim da adolescência e no inicio da fase adulta. Geralmente a pessoa se irrita por pequenos motivos. Os ataques ocorrem no mínimo duas vezes na semana, mas lembre-se que só conta como um quando for por motivos bobos, pois é normal se irritar por algo sério. As crises podem vir acompanhadas de sudorese, formigamento, tremores ou taquicardia.

As crises podem vir acompanhadas de sudorese, formigamento, tremores ou taquicardia

As crises podem vir acompanhadas de sudorese, formigamento, tremores ou taquicardia

Quem sofre com esse problema nunca consegue perceber quando uma crise acontecerá e quando acontece não consegue se controlar. Em casos mais sérios a pessoa chega até mesmo a destruir objetos sem se importar com o seu valor. É possível também que a fúria seja tão grande que a pessoa agrida alguém durante o ataque de raiva.

Tratamento

Primeiramente é feita a psicoterapia cognitivo-comportamental, para que seja descoberto o motivo de toda essa fúria, depois disso é desenvolvido um tratamento específico para a pessoa. Na maior parte dos casos é preciso fazer uso de medicamentos junto com a psicoterapia.

Se você acha que sofre desse transtorno, o melhor a se fazer é procurar um psiquiatra para ele possa lhe passar o tratamento correto.

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes

Compartilhe este artigo:

publicidade

Deixe o seu comentário

Siga-nos

Participe

Cadastre-se

Cadastre seu email para receber as últimas novidades

Ofertas