Você está em: Clikaki »   Saúde » Bem-Estar » Os animais são grandes companheiros terapêuticos

Os animais são grandes companheiros terapêuticos

Pet terapia

Os animais são grandes companheiros da vida! Eles alegram, acompanham, ensinam e são verdadeiros terapeutas!

terapia-animais

Eles alegram, acompanham, ensinam e são verdadeiros terapeutas! (Foto: Reprodução)

Quase todas as pessoas que tem ou já tiveram um animal de estimação concordam que eles realmente transformam o ambiente da casa.

Não se trata apenas da adaptação a uma nova rotina, ou dos cuidados especiais que se deve ter, mas o convívio com os chamados “pets” causa mudanças no comportamento em todas as idades, já que a companhia e a amizade que eles oferecem é em tempo integral, e isso preenche o espaço que, muitas vezes, outra pessoa deixou.

Exemplos não faltam, como uma senhora viúva que vive sozinha ou uma criança que tem dificuldades em fazer amizades, além de pessoas que sofrem de depressão e solidão, entre outros.

O fato é que quando se estabelece uma relação com o animal, o novo hábito passa a estimular áreas específicas do cérebro, que são relacionadas às emoções. Esse é um dos motivos pelo qual os cães, principalmente, são considerados os melhores amigos do homem.

Para se ter uma ideia quando uma criança constitui um contato com um bicho de estimação e passa a considerá-lo um amigo, a autoestima e a autoconfiança são despertadas mais cedo, além do senso de responsabilidade e cuidado.

Terapia assistida por animais

Crianças são os mais beneficiados com contatos com animais (Foto: Reprodução)

Crianças são os mais beneficiados com contatos com animais (Foto: Reprodução)

Porém para se chegar se chagar a resultados expressivos, muitas vezes é realizado um trabalho extremamente sério, chamado de “pet terapia”, também conhecido como TAA (Terapia Assistida por Animais).

Esta é uma tarefa onde o cachorro ou outros animais, como gatos, coelhos, tartarugas e pássaros são considerados agentes fundamentais para promover a melhor qualidade de vida das pessoas.

Alguns necessitam de determinado contato para melhorar a autoestima e a TAA presta este auxílio, aumentando ainda a autoconfiança e melhorando a sociabilidade. Há também um aumento do interesse em participar das sessões de terapia, fazendo com que as pessoas se comuniquem mais em grupos, além de auxiliar a memória e diminuir os sintomas da ansiedade.

Além do comportamento…

Apesar da “pet terapia” surtir mais efeitos nas crianças, por apresentarem resultados surpreendentes, como mudança de comportamento, obediência e sociabilidade, este não é o principal objetivo.

A TAA é aplicada em áreas relacionadas ao desenvolvimento psicomotor e sensorial, no tratamento da distúrbios físicos, mentais e emocionais, e em programas destinados à recuperação da autoestima em grupos de idosos, portadores de Síndrome de Down, paralisados cerebrais, crianças portadoras do vírus HIV, câncer e necessidades especiais.

terapia-cavalo

Qualquer animal dócil pode ser usado na pet terapia. (Foto: Reprodução)

A pet terapia é um tratamento complementar aos já ministrados pelos profissionais da área de saúde. No caso dos idosos, por exemplo, eles passam a interagir mais com o meio em que vivem, além de reagir ao estímulos dados,o que diminui a percepção de dor, da ansiedade e da solidão.

A terapia deve ser realizada pelo menos duas vezes na semana, mas para um resultado realmente efetivo devem ser realizadas três sessões de 45 minutos a 50 minutos.

Compartilhe este artigo:

publicidade

Comentários

orieta.goncalves
Orieta Gonçalves comentou:

Verdade

Responder

Deixe o seu comentário

Siga-nos

Participe

Cadastre-se

Cadastre seu email para receber as últimas novidades

Ofertas