Você está em: Clikaki »   Variedades » Dicas » Pantanal matogrossense fauna e flora

Pantanal matogrossense fauna e flora

Cada animal tem seu papel na preservação do meio ambiente.Os pássaros bicam as frutas e levam para longe as sementes. Os jacarés se alimentam de piranhas, evitando que a quantidade desses peixes aumente demais.

Pantanal matogrossense fauna e flora

A paisagem do Pantanal matogrossense é constituída em grande parte por savanas, que surgem sobre um imenso vale cruzado por muitos rios. Elas são periodicamente alagadas por cursos de água, que geralmente são rasos e transbordam com as águas que começam a cair a partir do mês de outubro.

Desde então, até junho próximo, os campos se transformam em vias navegáveis. Na estação seca, o leito dos rios volta ao normal.

Este ciclo é responsável por fenômenos interessantes que envolvem a terra, a água, o gado, os animais selvagens, as aves e os peixes.

Pelo fato de ficarem submersas durante muitos meses, algumas árvores apodrecem, formando depósitos de húmus na terra.

Isso pode dar ideia de uma região insalubre; mas lá existe uma planta, muito abundante nas regiões alagadas, que funciona como filtro natural, purificando a água e evitando qualquer tipo de poluição: o aguapé. Por causa dele não há no Pantanal as doenças endêmicas comuns na Amazônia.

Cada animal tem seu papel na preservação do meio ambiente.

Os pássaros bicam as frutas e levam para longe as sementes. Os jacarés se alimentam de piranhas, evitando que a quantidade desses peixes aumente demais.

As piranhas, apesar de ferozes e vorazes, tem uma característica positiva: ficam calmamente em seus territórios, onde se alimentam de peixes menores e só atacam o animal o o homem que invade seus domínios. Há mesmo o caso de um cardume que avançou sobre um mergulhador, mas sem atacar, apenas empurrando ele para fora de seu território.

Outro fenômeno interessante acontece com os peixes durante as primeiras chuvas que anunciam a cheia. Eles ficam presos em grandes bolsões de água e, com a primeira enxurrada, se lançam à corrente, acreditando que as águas já ocuparam tudo. Mais adiante, porém, aquilo que parecia um grande rio some na terra seca e então o solo fica repleto de milhares de peixes.

Os filhotes das aves, sem prática de vôo e sem saberem mergulhar, começam seu aprendizado no seco, catando quantos peixes quiserem. O homem da região, o pantaneiro, chama esse fenômeno de chuva de peixes.

Na estação seca, quando as águas baixam e começam a ficar escassas, os animais convivem em paz, lutando pela sobrevivência; nesta época é comum ver pacificamente reunidos junto a mesma poça, capivaras, jacarés, cervos e porcos monteiros.

Esse é o pantanal: o equilíbrio da natureza.

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes

Compartilhe este artigo:

publicidade

Comentários

hyevelim comentou:

isso é muito inportante pois ajuda que as pesoas saibam mais sabre nosso pais .

Responder

Deixe o seu comentário

Siga-nos

Participe

Cadastre-se

Cadastre seu email para receber as últimas novidades

Ofertas