Você está em: Clikaki »   Educação » Por que a humanidade não fala a mesma língua?

Por que a humanidade não fala a mesma língua?

Descubra porque a huminidade não fala a mesma língua, como surgiu, porque houveram mudanças, as influencia do grego e latim, e mais.

O homem primitivo se comunicava de várias maneiras: com gestos, pinturas nas cavernas, postura no corpo, etc. A fala surgiu como mais um modo de comunicação, pois os homens primitivos precisavam caçar e se defender de seus inimigos e pra isso desenvolveram esses meios.

As palavras com o passar do tempo, foram se consolidando e absorvendo o significado umas das outras, como o exemplo do grego e do latim, que serviram na criação de palavras para outros povos, seguindo a tradução e significado da palavra original, tanto que as principais línguas hoje faladas no mundo, tem origem do latim, inclusive a nossa. Outro meio que influenciou essa semelhança ou apendizado de uma outra língua, foi o comércio.

“A linguagem é uma forma de representação, um código criado para se comunicar”, diz a linguista Sandra Madureira, da PUC-SP. Alguns estudioso dizem que a língua oral ficou mais comum pois era muito simples (com poucos sons era possível formar todas as palavras) e permitia que o homem trabalhasse e se comunicasse ao mesmo tempo (podia falar e usar as mãos para o trabalho, por exemplo) E como ela é o código de um conjunto de pessoas, cada poco que vivia numa região isolada criava a sua. Mas a língua é viva, lembra Sandra, e muda o tempo todo. Entre um mesmo grupo, há diferenças. Ainda hoje, na sua casa, não tem palavras que você e seus amigos usam e que seus pais não entendem?

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes

Compartilhe este artigo:

publicidade

Deixe o seu comentário

Siga-nos

Participe

Cadastre-se

Cadastre seu email para receber as últimas novidades

Ofertas