Você está em: Clikaki »   Variedades » Curiosidades » Púrpuras trombocitopênicas idiopáticas

Púrpuras trombocitopênicas idiopáticas

Hemorragia

As púrpuras são afecções caracterizadas pelo aparecimento de manchas vermelhas na pele produzidas por pequenas hemorragias espontâneas dos vasos capilares.

Manchas vermelhas comuns são os primeiros sintomas.

Manchas vermelhas comuns são os primeiros sintomas.

As púrpuras são afecções caracterizadas pelo aparecimento de manchas vermelhas na pele produzidas por pequenas hemorragias espontâneas dos vasos capilares. Podem ser sintomas de muitas doenças. As púrpuras mais freqüentes são as seguintes:

Púrpura alérgica

Acredita-se que pode resultar de uma reação de defesa posterior a uma infecção bacteriana que tenha provocado danos nas paredes dos vasos sanguíneos ou por uma reação alérgica a certos produtos alimentícios ou a medicamentos. O paciente apresenta manchas vermelhas na pele associadas à urticária; pequenas inchações; dor de cabeça, dor abdominal e dores articulares, falta de apetite e febre de intensidade variável.

Em certas ocasiões há vômitos, cólicas e ulceras na perna, nos casos graves afeta o sistema nervoso dando lugar a convulsões, paralisia e inflamação dos olhos. O tratamento depende dos sintomas que aparecem; se for tratada tempo pode ser benigna, mas se complicar pode provocar a morte.

Púrpura fulminante

Apresenta-se em crianças e está associada a infecções bacterianas ou viróticas. Provoca febre, prostração e erupções hemorrágicas subcutâneas; pode produzir rapidamente gangrena. O paciente morre antes de 4 dias.

Púrpuras trombocitopênicas

Aparecem como conseqüência do deficit de plaquetas no sangue ou de sua baixa qualidade e atividade funcional.

Entre as púrpuras trombocitopênicas cabe citar as idiopáticas, que ocorrem em conseqüência de um processo de destruição de plaquetas de origem desconhecida; apresentam manifestações muito variáveis; os casos leves produzem ligeiras erupções que podem passar inadvertidas, enquanto os graves provocam hemorragias que, se não forem tratadas imediatamente, podem ser fatais.

Neste mesmo grupo de púrpuras acham-se as trombóticas, que afetam principalmente as mulheres jovens e se caracterizam pela presença no sangue de trombos formados por plaquetas; provocam pequenos pontos hemorrágicos; hemorragias nos olhos, presença de sangue pela uretra, palidez, ligeira inflamação dos gânglios e sintomas neurológicos (dor de cabeça, dificuldade para falar, pertubação mentais); a sobrevida é de cerca de três meses.

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes

Compartilhe este artigo:

publicidade

Deixe o seu comentário

Siga-nos

Participe

Cadastre-se

Cadastre seu email para receber as últimas novidades

Ofertas