Resumo do estilo rococó

Gostou? Seja +1!

Categoria: História
Postado em:
Home » História » Resumo do estilo rococó





Embarque para Citera

Embarque para Citera, de Jean-Antoine Watteau

O estilo rococó surgiu na Europa no século XVIII. A França foi o principal precursor desse estilo, em seguida ele se espalhou para vários países do Velho Mundo e chegou até mesmo alcançar alguns países das Américas, como o Brasil. O nome “rococó” tem origem da palavra francesa rocaille, que era um tipo de decoração de jardins que utilizada rochas e conchas. Muitos historiadores consideram o rococó como um desdobramento do barroco no qual os artistas passam a utilizar linhas em formato de concha e  valorizar a função decorativa que a arte poderia exercer.

No século XIX, o estilo rococó serviu como um meio de definir outras manifestações desenvolvidas nos campos de arquitetura e das artes ornamentais. O rococó só deixou de ser uma variante do barroco e passou a ser um estilo de características próprias no ano de 1943, devido a uma pesquisa feita por Fiske Kimball.

O balanço

O balanço, de Jean Honoré Fragonard

Uma das primeiras diferenças entre os dois estilos foi a substituição das cores vibrantes do barroco por tons rosa e verde-claro. Outra característica que serviu como diferenciação foi o uso de linhas e formas mais leves e delicadas, enquanto no barroco eram linhas retorcidas, essa transformação indica o interesse burguês em alcançar o prazer e a graciosidade nas obras, e suas idéias influenciavam muito os pintores já que eles eram os principais compradores das obras.

A primeira fase do rococó durou entre os anos de 1690 a 1730, e teve como principal objetivo se distanciar dos preceitos estéticos predominantes no reinado do rei Luís XIV. Neste período os artistas que mais se destacaram foram Jean Beráin com suas obras de relevos e gravuras, Jaen-Antoine Watteau e seus quadros e Pierre Lepautre com suas obras. A partir de 1730 até 1770, o rococó passou por uma fase de amadurecimento com os remodelamentos das casas da nobreza e da burguesia feitas pelos novos artistas do movimento. Nesta época pode se destacar artistas como: Jacques Lajoue II, Juste Aurèle Meissonnier e Nicolas Pineau.

Interior do Palácio Real de Queluz

Interior do Palácio Real de Queluz, exemplos da arquitetura rococó

Ao contrário da arte barroca que tinha uma forte relação com a religião, o rococó era muito voltado a burguesia, grande parte dos seus quadros valorizavam a representação de ambientes luxuosos, parques, jardins e temáticas de cunho mundano e os personagens passam a ser membros da aristocracia.

Na Europa o rococó conseguiu por um fim na tendência aristocrata que era imposta pelo rei. Em países como Portugal e Espanha ele acabou atingindo o poder da religião. No Brasil, o rococó teve bastante influência na área mobiliária do século XVII e foi chamado de “estilo Dom João V”.

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes