Você está em: Clikaki »   Variedades » Curiosidades » O que é o amor para a ciência

O que é o amor para a ciência

O que é o amor para a ciência Todo brasileiro acredita que o amor “não é imortal, posto que é chama, mas é infinito enquanto dura”, segundo o que nos diz um de nossos grandes poetas, Vinícius de Moraes. Porém, segundo os pesquisadores e cientistas, quando os olhos se encontram, as mãos se tocam ou […]

O que é o amor para a ciência

Todo brasileiro acredita que o amor “não é imortal, posto que é chama, mas é infinito enquanto dura”, segundo o que nos diz um de nossos grandes poetas, Vinícius de Moraes.

Porém, segundo os pesquisadores e cientistas, quando os olhos se encontram, as mãos se tocam ou se sente um perfume pertubador, o que acontece é apenas uma intensa reação química no cérebro provocada pela ação avassaladora de diversos tipos de anfetaminas.

Essa avalanche de fenômenos químicos se espalha pelo corpo inteiro através do sistema nervoso e do sangue e provoca uma coisinha estranha: A palma das mãos fica molhada, a respiração se acelera, além de outras alterações, é claro.

Mas isso tudo, segundo os cientistas só dura apenas entre 4 e 7 anos. A partir daí, aquela chama da paixão começa a se apagar e para que a relação seja duradoura é preciso que entre em ação no cérebro a endorfina, uma espécie de morfina.

Então, todo aquele amor, toda aquela paixão é substituída pela sensação de segurança, calma e paz interior.

Nessa pesquisa, os cientistas também descobriram um fato um tanto quanto interessante: Numa história de amor não correspondido, quem rejeita sofre tanto quanto quem é rejeitado. Nessas pesquisa também, foi descoberto o que as mulheres mais gostam de ganhar no dia dos namorados:

Primeiro elas amam ganhar flores, depois ganhar algum presente surpresa e, por último, fazer amor.

Sinceramente, talvez essas pesquisas não entendem muito desses assuntos. As maiores autoridades na matéria continuam sendo um homem e uma mulher perdidamente apaixonados.

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes

Compartilhe este artigo:

publicidade

Deixe o seu comentário

Siga-nos

Participe

Cadastre-se

Cadastre seu email para receber as últimas novidades

Ofertas